O Palácio La Moneda é a sede da presidência do Chile e de outros órgãos governamentais. É considerado uma das edificações mais importantes da América Latina quando o relacionamos a fatos históricos. A razão é simples: foi o epicentro do Golpe Militar de 11/09/1973, ocasião na qual foi bombardeado por terra e ar, culminando com o suicídio do então presidente socialista, Salvador Allende, e a tomada do poder pelo exército.

Ao fazer um city tour na cidade de Santiago com qualquer empresa de turismo, com certeza o La Moneda será um dos pontos visitados. Se você é daqueles que monta o próprio roteiro, aviso que visitando-o, além de conhecer um cartão postal, poderás assistir a troca de guarda dos carabineiros que fazem a segurança presidencial. Essa cerimônia ocorre ininterruptamente desde 1851 e é o principal atrativo de turistas até o local. Contudo, quando se busca conteúdo histórico, a minha indicação é para que você faça a visita guiada ao interior do Palácio La Moneda.

Post: Troca de guarda no Palácio La Moneda

Andréia Fernandes, amiga de Porto Alegre
Andréia Fernandes, amiga de Porto Alegre

O nome La Moneda deriva de sua função original que era a de uma fábrica de moedas. Em 1845, durante a presidência de Manuel Bulnesa, a fábrica e presidência passaram a compartilhar as dependências do palácio, permanecendo assim até 1929, quando então a fábrica de moedas mudou-se de lugar.

INFORMAÇÕES SOBRE A VISITA

Um prévio agendamento no site do governo Chileno é requerido para fazer a visita. Programe-se para agendá-la com antecedência. Em dezembro, deixei para agendar faltando uma semana e poucos horários restavam. Consegui vaga somente no último dia da viagem e como consequência tive que mexer em todo o roteiro para não perder esta atração. Então, programe-se!

Site para agendamento: visitasguiadas.presidencia.cl

A visita é gratuita e tem duração de 1 hora. Pode ser feita nos idiomas espanhol ou inglês. Existem 4 horários diários disponíveis para visitas. Nelas serão percorridos os pátios internos e salões da planta baixa, bem como serão passadas informações sobre história, política, curiosidades e acerca dos objetos de valor que fazem parte da decoração.

No dia da visita, não esqueça do documento de identificação usado no cadastro. Sem ele você será proibido de entrar. Isso porque sua identificação é retida na chegada e somente será entregue no final da visita.

Outra coisa, não chegue atrasado!

Palácio La Moneda
Palácio La Moneda

VISITA GUIADA AO PALÁCIO LA MONEDA

Para mim a visita valeu mais pela oportunidade de estar num lugar emblemático e pelo conhecimento adquirido sobre o funcionamento da política Chilena e curiosidades do país do que pela decoração interna do Palácio – muito embora existam diversos objetos de grande valia para serem vistos.

Além dos pátios, passa-se pela maquete do edifício e pelos salões: Salão O’Higgins – Salão Azul, Salão Pedro de Valdivia e Salão Rojo.

FOTOS DA VISITA

Maquete do Palácio La Moneda
Maquete do Palácio La Moneda
Salão O’Higgins
Salão O’Higgins
Detalhes do salão O’Higgins
Detalhes do salão O’Higgins
Salão Pedro de Valdivia
Salão Pedro de Valdivia
Quadro de Pedro de Valdivia
Quadro de Pedro de Valdivia
Salão Rojo
Salão Rojo
Moai decorando um dos pátios
Moai decorando um dos pátios
Palácio La Moneda
Palácio La Moneda

DICAS DE HOSPEDAGENS NO CHILE

Quer um hostel no qual é possível encontrar uma galera animada e super afim de fazer amizade, no melhor estilo Party Hostel, e ainda localizado no coração do bairro mais boêmio de Santiago? Então nossa dica para você é o Kombi Hostel.  Reservando sua hospedagem no Kombi Hostel via Booking.com você estará ajudando este Blog a se manter, pois receberemos um pequeno percentual do valor da sua reserva, e não pagarás nada a mais por isso!

No litoral Chileno, hospedei-me em Valparaíso, no Escarabajo Hostel. Gostei demais! Ele é bem localizado, fica próximo à casa La Sebastiana. Possui uma decoração bem legal, oferece uma café da manhã suficiente e, o melhor, preço justo!

Reserve sua hospedagem no Escarabajo Hostel via Booking.com clicando aqui. 

Confira outras dicas sobre o Chile clicando aqui.