Não é preciso 5 dias para se apaixonar pela capital dos Chilenos. Pelo contrário, é muito provável que seja amor a primeira vista. Escolher o que pôr no roteiro de Santiago não é fácil. Além da privilegiada localização aos pés da cordilheira dos Andes, a moderna capital do Chile é cheia de atrativos, tem um patrimônio histórico e cultural riquíssimo, belos parques e vida noturna agitada. O povo é mais educado, a cidade é limpa e ainda conta com bom sistema de transporte. Há tanta coisa! Não é à toa é que uma das cidades mais visitadas da América do Sul e com o turismo cada vez mais em ascensão.

Elaborei este roteiro apenas com os pontos turísticos da cidade de Santiago. Se você quiser fazer tudo que há nele, vai realmente precisar de 5 dias. Estive na cidade entre a última semana de 2017 e primeira de 2018 e como nos dias 31/12 e 01/01 praticamente tudo estava fechado, tive que montar um quebra-cabeças para conhecer os pontos turísticos listados  (por isso não vou relatar meu dia a dia).

Então, caso estejas planejando ir na mesma época, a dica é para que você programe o roteiro nesses dias festivos indo para o litoral ou fazendo algum tour com agência de turismo.

ROTEIRO DE SANTIAGO: OPÇÕES PARA ATÉ 5 DIAS

BAIRRO BELLAVISTA

Vamos começar pelo bairro mais boêmio da cidade. Com uma pequena caminhada pelas ruas você já perceberá o clima do bairro, com várias opções de bares e restaurantes. À noite o reggeaton rola solto! Mas cuidado, apesar de não ter vivenciado situação de perigo, não considero uma região segura para circular. Fique atento!!

Saliento que no Chile é proibido consumir bebida alcoólica em lugares públicos, no entanto, se você sentar numa mesa de bar na calçada, poderá consumir normalmente.

Patio Bellavista: local cheio de opções para refeições, que vão desde grandes restaurantes a lanchonetes, marcas famosas de café e fast food e bares super propícios para um happy hour. No local também há lojas de souvenirs. Para quem procura joias feitas com Lápis-lazúli, o Patio Bellavista é o local! Há uma casa de câmbio também. Em geral, os preços praticados no Patio Bellavista são um pouco mais caros.

La Chascona: é casa em que viveu Poeta Pablo Neruda em Santiago. Vale a visita!

Veja o Post: Como ir por conta às casas de Pablo Neruda

La Chascona
La Chascona

Cerro San Cristóbal: passeio número 1. O Cerro San Cristóbal fica no Parque Metropolitano de Santiago. O cerro tem 880 metros de altitude e fornece uma visão é incrível de Santiago: 360 graus de um visual de tirar o fôlego. A subida pode ser feita em teleférico, funicular, ônibus e até mesmo a pé ou de bike – para essas duas últimas opções não é preciso pagar nada.

No topo do cerro também está o Santuário de Imaculada Concepción com uma estátua de 22 metros. Se a visibilidade do dia estiver boa (bom tempo e baixa poluição) será possível ver bem a Cordilheira dos Andes.

Cerro San Cristóbal
Cerro San Cristóbal

No dia da minha visita o funicular está fechado, então a opção foi o ônibus. Lá em cima, comprei a volta completa no teleférico – e isso é algo que você deve fazer! Se você quiser, pode subir e descer o cerro apenas de teleférico, contudo o ponto de partida não é no bairro Bellavista.

Passeio de teleférico no Cerro San Cristóbal
Passeio de teleférico no Cerro San Cristóbal

E se eu te contar que também tem uma mega piscina lá em cima? É como se fosse um clube, dá para passar o dia curtindo o local. Não tenho certeza, mas me parece que a diária era 6.000 CLP.

Piscina no Parque Metropolitano de Santiago
Piscina no Parque Metropolitano de Santiago

Valores pagos em janeiro/2018 por pessoa:

  • ônibus ida e volta: 2.600 CLP
  • volta completa no teleférico: 3.100 CLP

Pub Crawl: Não se pode falar do bairro Bellavista sem citar a vida Noturna. Para quem viaja sozinho, a dica é perguntar na hospedagem se há parceria com o Pub Crawl ou, pelo menos, onde é o ponto de encontro da gringaiada.

O Pub Crawl de Santiago funciona assim: você paga um valor (10.000 CLP em jan/18) e pode entrar em 1 bar e 3 baladas. A primeira parada é no bar com 1 hora de cerveja liberada. Nos demais, você ganha uma dose de Pisco na chegada. Fica-se um tempo nos três primeiros locais e o restante da noite na última balada. O Pub Crawl é uma forma de encontro com a galera que também está viajando e, desta forma, você pode fazer muitos amigos! Eu fiz alguns show de bola, vejam que animação!

Pub Crawl no Bairro Bellavista, Santiago
Pub Crawl no Bairro Bellavista, Santiago

CENTRO HISTÓRICO DE SANTIAGO

O centro de Santiago é o maior agito, em dia útil, final de expediente então, nem se fala. Aproveite para ver o corre-corre dos chilenos, os artistas de rua, a realidade deles! É uma loucura, mas daquelas boas de se viver, sabe?

Espaço para os jogadores de Xadrez na Plaza de Armas
Espaço para os jogadores de Xadrez na Plaza de Armas

Plaza de Armas: é a principal praça da cidade. Acho que até dá para dizer que é o coração de Santiago. Aqui você pode entrar na Catedral, prédio dos correios e no Museu Histórico Nacional. A prefeitura da comuna de Santiago também fica aqui.

Museu histórico Nacional: é o clássico museu. Pinturas, roupas e objetos antigos que contam a história do Chile. A entrada é gratuita.

Museu Histórico Nacional
Museu Histórico Nacional

Palácio La Moneda: sede da presidência Chile. Além de apenas conhecê-lo por fora, você pode acompanhar a cerimônia de troca da guarda dos policiais que fazem a segurança presidencial, assim como uma visita guiada ao interior do palácio. Essa, necessita agendamento prévio. Veja como fazer estas duas atrações nos posts:

Post: Troca da guarda no Palácio La Moneda

Post: História viva: visita guiada ao Palácio La Moneda

Museu Chileno de Arte pré-colombino: o museu conta com exposições permanentes e temporárias que retratam a arte e a cultura dos povos que habitaram o Chile e a América. Eu gostei muito da visita! Há objetos interessantíssimos para serem vistos: obras de artes, joias, cerâmicas e até uma pequena múmia. Reserve em torno de 2h para permanecer no local.

Museu de Arte Pré-colombino
Museu de Arte Pré-colombino

A entrada para o público geral custa 4.500 CLP.

Site: www.precolombino.cl

Calle Bandera: Esta rua está com o chão pintado em formas multicoloridas, cheias efeitos! A cada quadra um estilo de arte variado. Vale uma pausa para fotos!

Calle Bandera
Calle Bandera

Almoço no Mercado Central de Santiago: Visitar o mercado das cidades sempre está incluso nos meus roteiros, de uma certa forma, eles retratam a cultura e as tradições da cidade. Almoçar no mercado Central de Santiago é uma boa forma de conhecê-lo, há boas opções de restaurantes lá, muitos deles com a especialidade de frutos do mar.

Mercado Central de Santiago
Mercado Central de Santiago

Torre Entel: é o ponto de encontro dos chilenos para a rua passar a virada de ano!

Post: Como é passar o réveillon em Santiago de Chile

Free Walking tour: São voluntários que fazem um tour com os turistas pelos principais pontos turísticos da região central! O mais legal é que eles nos ensinam um a pouco da história, da cultura e algumas curiosidades. Em troca, você dá uma gorjeta no valor que entender necessário.

A menina que fez o nosso tour (esta da foto) é excelente, tanto em termos de conhecimento como na didatica, ela nos prendia ao tour! Quase uma atriz!

Guia passando informações sobre o Marco Zero
Guia passando informações sobre o Marco Zero

Na foto abaixo todas as informações sobre o funcionamento do tour.

Santiago Walking Tour
Santiago Walking Tour

Sobre as dicas/curiosidades:

  • Mote con huesillos: bebida tradicional chilena super refrescante feita de trigo, pêssego, canela e açúcar facilmente encontrada nas ruas. Prove-a!
  • Café com pernas: cafeterias em que as pernas das garçonetes são a atração. Todas trabalham com saias curtas e justas. Os mais tradicionais são o Café Caribe e o Café Haiti. Essas cafeterias existem desde a década de 80.
  • La Picá de Clinton: uma picá é a denominação em espanhol para um restaurante que é bom, bonito e barato. E de Clinton porque o ex-presidente americano tomou uma coca-cola neste local quando saiu do teatro municipal, que fica ao lado. O restaurante está cheio de fotos de Clinton e nos banheiros estão as fotos dele e da Mônica Lewinsky para diferenciar homens e mulheres! Ah, a garrafa de coca-cola ainda está lá em exposição, assim como o garçom que atendeu Clinton em 1998, que por sorte, também me atendeu!
La Picá de Clinton
La Picá de Clinton
Museu Histórico Nacional
Museu Histórico Nacional

BAIRRO PROVIDÊNCIA

Agora vamos circular por Sanhattan = Santiago com Manhattan! Assim é chamada a região que abriga o maior centro financeiro do Chile e mais moderna de Santiago.

Sky Costanera: simplesmente o prédio mais alto da América Latina, com um mirante a 300 metros de altitude. Além de mirante o Sky Costanera possui um imenso shopping e um centro empresarial.

Sky Costanera
Sky Costanera
Vista do Sky Costanera
Vista do Sky Costanera

O preço para subir ao mirante é salgado, 15.000 CLP (equivalente a R$90,00). Além da vista, há um guia contando fatos históricos de alguns dos locais que podem ser identificados de lá de cima, bem como sobre a história de Santiago.

Site: www.skycostanera.cl

Parque das Esculturas: é um parque próximo ao Sky Costanera que possui 40 grandes esculturas dos mais variados estilos.

Parque das esculturas
Parque das esculturas

Parque Bicentenário: local que eu indico muito, em razão de ele ter, além de uma enorme área verde, guarda-sóis para os visitantes, lagos com peixes, cisnes do pescoço negro e, acreditem, flamingos (com possibilidade de comprar ração e alimentá-los). Se vê várias esculturas, existe até um pequeno caminho chamado de “sendero das esculturas”-, Wi-Fi liberado, banheiros masculino e feminino limpos e com papel higiênico, mirante para fotos, bebedouros para pessoas e animais, espaço Kids que incentiva o raciocínio das crianças, área para exercícios físicos, paisagismo… nossa, tem muita coisa!

Post: Dicas de Santiago: Parque Bicentenário – o melhor!

BAIRRO LASTARRIA

Cerro Santa Lucia: a subida no Cerro Santa Lucia te proporcionará uma visão incrível da cidade de Santiago. A subida é feita por escadarias. No Cerro Santa Lucia também há pracinhas, uma fonte, esculturas – é um espaço bem charmoso de Santiago. A entrada é gratuita.

Cerro Santa Lucia
Cerro Santa Lucia
Praça e fonte no Cerro Santa Lucia
Praça e fonte no Cerro Santa Lucia

Museu de Bellas Artes: esse museu tem entrada gratuita. Fica num prédio de estilo Art Noveau de 1880 e reúne obras belíssimas, principalmente as feitas em mármore que possuem uma riqueza de detalhes que dão realidade às obras.

Museu de Bellas Artes
Museu de Bellas Artes

Museu de Artes Visuales: aqui você verá exposições mais contemporâneas, daqueles estilos que metade ama e metade não entende nada, sabe? Enfim, é um bom local para se discutir o conceito de arte!

O que eu gostei mesmo foi dessa casa que há na frente coberta pela planta! Maravilhosa!

Museu de Artes Visuales
Museu de Artes Visuales

Valor do ingresso: 1.000 CLP (jan/18).

Empório La Rosa: no bairro Lastarria está localizado o Empório La Rosa, sorveteria que foi eleita uma das 25 melhores do mundo. O sorvete, de fato, é muito bom. Além disso, há sabores exóticos para você experimentar, como o sorvete de rosas! Para provar dois sabores o valor é 2.790 CLP.

Sorveteria Empório La Rosa
Sorveteria Empório La Rosa

Parque Florestal: mais uma área verde bem cuidada de Santiago, fica entre a região central, Lastarria e Bellavista. A dica é: compre seu sorvete no Empório La Rosa e tome-o embaixo de uma destas árvores!

Parque Florestal
Parque Florestal

QUINTA NORMAL

Museu da Memória e dos Direitos Humanos: É um museu muito moderno, grande e que vai demandar pelo menos duas horas para visitação. Aqui você saberá tudo sobre o período mais triste da história Chilena, como foi o golpe militar e os anos seguintes de ditadura. Faça a visita com os audioguias, caso contrário você perderá muito conteúdo e ficará meio perdido no meio de tanto conteúdo. A entrada é gratuita.

Museo de la Memoria y los Derechos Humanos
Museo de la Memoria y los Derechos Humanos

El Museo de la Memoria y los Derechos Humanos es un espacio destinado a dar visibilidad a las violaciones a los derechos humanos cometidas por el Estado de Chile entre 1973 y 1990; a dignificar a las víctimas y a sus familias; y a estimular la reflexión y el debate sobre la importancia del respeto y la tolerancia, para que estos hechos nunca más se repitan.

Site: ww3.museodelamemoria.cl

Parque Quinta Normal: outra área verde de Santiago bem cuidada. Dentro do parque fica o museu Nacional da História Natural do Chile (não visitei). Na região ao redor do parque há outros museus para serem visitados. Para quem curte este estilo de turismo, vale a pesquisa.

ESTÁDIO NACIONAL

Estádio Nacional de Chile: recomendo a visita para aqueles que, além do interesse pelo futebol, querem conhecer mais sobre a ditadura chilena. Digo isso porque o Estádio Nacional é um sítio de memória, local que serviu de centro de detenção e tortura – o qual mantém-se preservado desde 1973. Saliento: é uma visita pesada.

Post: Visita guiada ao Estádio Nacional de Chile

PUEBLITO LOS DOMINICOS

Aqui há uma grande feira artesanal. Eu fui até o local, mas não consegui entrar porque fechou mais cedo em razão do réveillon. Contudo, vou deixá-lo de dica para vocês pesquisarem!

Site: www.plosdominicos.cl

Com certeza há outros locais que podem ser explorados na cidade de Santiago, consegui visitar e indicar os principais – aqueles que os turistas mais frequentam. Para fazer tudo, entrar nos museus, visitas guiadas, tempos de deslocamento e espera, você precisará de 5 dias – e mesmo assim eles serão bem ocupados!

O Chile é maravilhoso, foi uma grata surpresa, me apaixonei e espero voltar um dia! Não tem erro, pode destinar suas férias para conhecer o país!

HOSPEDAGEM

Eu me hospedei no Kombi Hostel, no Bairro Bellavista. Nele é possível encontrar uma galera animada e super afim de fazer amizade, no melhor estilo Party Hostel. A localização é excelente, no coração do bairro mais boêmio de Santiago! Dele é possível ir caminhando para o centro e para o Bairro Lastarria.

Reservando sua hospedagem no Kombi Hostel via Booking.com você estará ajudando este Blog a se manter, pois receberemos um pequeno percentual do valor da sua reserva, e não pagarás nada a mais por isso!

Carol, amiga que fiz no Kombi Hostel, e eu no Cerro San Cristóbal
Carol, amiga que fiz no Kombi Hostel, e eu no Cerro San Cristóbal

 Veja também nossa dica de hospedagem em Valparaíso:  Escarabajo Hostel.

Veja outras dicas sobre o Chile clicando aqui