O Mlilwane Wildlife Sanctuary é uma reserva localizada na Suazilândia, entre as cidades de Lobamba e Manzini, na região chamada de Vale de Ezulwini. O local, um dos principais destinos turísticos do país, proporciona contato direto com a natureza e é uma boa alternativa para aqueles que não podem fazer Safari ter contato com animais selvagens em habitat natural.

A proposta, no entanto, é um pouco diferente: é um lugar para descanso, para esquecer do mundo, somando-se a isso o convívio com os animais da savana pelo tempo que quiser e sem estar preso dentro de um carro.

Post: 20 fatos e informações sobre a Suazilândia.

Gnus
Gnus

O lugar é realmente bonito, para onde se olha se vê campos verdes ou regiões levemente montanhosas que oferecem cenários incríveis. Barulho por aqui é somente o som dos animais! Sensação de paz!

Algumas paisagens do Mlilwane
Algumas paisagens do Mlilwane

O QUE FAZER NO MLILWANE WILDLIFE SANCTUARY

A principal atividade do Mlilwane se concentra em percorrer as trilhas que existem dentro da reserva. Elas podem ser feitas à pé, de carro, a cavalo ou de bicicleta (com ou sem guias).

Eu fiz tudo a pé. Parti do Sondzela Backpackers até o Rest Camp onde comecei  a Hippo Trail.

Mapa do Mlilwane Wildlife Sanctuary
Mapa do Mlilwane Wildlife Sanctuary

Para contratar as opções guiadas basta ir ao “Rest Camp” onde há um centro de atendimento aos visitantes com venda de passeios, banheiros e restaurante.

Para entrar no Mlilwane Wildlife Sanctuary paga-se uma taxa de entrada de aproximadamente R$15,00.

VIDA SELVAGEM

A possibilidade de ver animais selvagens foi um grande atrativo para eu ir ao Mlilwane Wildlife Sanctuary, mesmo sabendo que não iria encontrar nele os Big Fives. Alguns animais não se importam com a presença dos turistas e ficam bem próximos ao Rest Camp, como Javalis Africanos e Inhalas.

Embora circulem próximos das pessoas, os animais são selvagens e ariscos. O Javali Africano macho tem chifres pontiagudos, por isso sempre é bom estar atento. Reparem o quão interessante é a forma de se alimentar do animal agachando-se somente com as pernas anteriores.

Warthog (javali Africano ou Pumba)
Warthog (javali Africano ou Pumba)

Outros são vistos mais em bandos e um mais afastados do Rest Camp. Muitas espécies de antílopes como Inhalas, veados, impalas e cabras-de-leque podem ser vistas pelo Mlilwane Wildlife Sanctuary. O difícil mesmo é identificar qual animal estamos vendo, pois a semelhança entre as espécies é grande.

Inhalas machos
Inhalas machos
Impalas, Inhalas e Gazelas
Impalas, Inhalas e Gazelas

Existem muitos Gnus na reserva para vermos. Com certeza, são os animais que mais nos chamam a atenção e dão medo em razão do tamanho.

Pequeno grupo de Gnus
Pequeno grupo de Gnus

Contudo, os campeões de avistamentos são as zebras! Muitas vezes estão à beira das trilhas do Mlilwane. Como eu percorri tudo a pé, pude aproveitar bastante e de pertinho estes animais.

Zebras
Zebras

LAGO HIPPO

Apesar da beleza, muito perigoso. O lago Hippo é a casa de crocodilos e hipopótamos. Acha-se com certa facilidade os crocodilos, pois durante o dia passam um tempo fora da água para absorver o calor, buscando para tanto as beiras do lago. Requer-se MUITO cuidado nessa área.

Hippo Pool
Hippo Pool

Já os avistamentos de hipopótamos são mais difíceis. Geralmente ficam apenas com os olhos para fora da água tornando uma missão quase impossível acharmos um deles considerando o tamanho do lago.

Não posso afirmar o tamanho exato dos crocodilos abaixo, mas com certeza têm mais de 2 metros cada.

Crocodilos
Crocodilos

PELAS TRILHAS…

Enquanto percorria as trilhas atrás dos grandes animais conheci um incrível formigueiro de 2 metros, vi um grande e diferente ninho de pássaros escavado no solo e passei por alguns macacos.

Trilhas do Mlilwane Wildlife Sanctuary
Trilhas do Mlilwane Wildlife Sanctuary

COMUNIDADE TRADICIONAL SUAZI

Dentro do Mliwane existe uma comunidade tradicional Suazi chamada Umphakatsi Village que você pode visitar. É uma boa oportunidade de conhecer um estilo de vida diferente do nosso, haja vista ser uma comunidade matriarcal. Além disso, é cheio de crianças, e quem resiste a elas? Saiba mais sobre essa experiência no post abaixo:

Post: Suazilândia: experiência cultural no Umphakatsi Village.

Umphakatsi Village
Umphakatsi Village

ONDE SE HOSPEDAR E COMER

Há duas opções de hospedagens dentro da reserva. Uma maior no formato de cabanas típicas Suazi (foto abaixo) e uma outra ideal para quem busca hospedagem econômica na qual há bangalôs e opção de quartos coletivos chamado Sondzela Backpackers sobre o qual fiz o relato no post abaixo.

Post: Hostel na Suazilândia: Sondzela Backpackers.

Hospedagem dentro do Mlilwane Wildlife Sanctuary
Hospedagem dentro do Mlilwane Wildlife Sanctuary

Há um restaurante perto desse hotel, muito bem estruturado, que oferece, inclusive, opções de carnes exóticas para nós como a de Impalas. Esse restaurante possui uma parte interna que fica de frente para a “Bird Pool” (veja no mapa), local em que você pode fazer observação de pássaros enquanto faz a refeição.

E ACABOU…

Foi um dia inesquecível e ao mesmo tempo cansativo! Quando você viaja sozinho e precisa fazer opções para economizar acaba por compensar o esforço em outras coisas, como caminhar! Fazia mais de 30 graus nesse dia, por isso optei por andar de chinelo por e acabei numa sujeira só! É turista raiz que se fala, né?

Fim de passeio
Fim de passeio

Para informações sobre o Mlilwane Wildlife Sanctuary, hospedagens e outra reservas de animais na Suazilândia clique aqui.

Veja outros posts da nossa viagem à Suazilândia clicando aqui.