Coisas para fazer em Joanesburgo não faltam, porém quando pensamos em relevantes pontos turísticos para visitarmos a cidade deixa um pouco a desejar. A menos que você esteja interessado em história, daí sim, ela tem muito a te oferecer. Caso contrário, é o clássico exemplo em que viajamos para viver o local em si, entendendo sua dinâmica, observando o dia a dia de seus habitantes.

Joburg, como é carinhosamente apelidada, é a maior cidade sul-africana. Apesar do tamanho é uma jovem metrópole de apenas 150 anos que nasceu em razão da exploração do ouro – que já não existe mais. Hoje é um dos maiores centros financeiros da África, para o qual pessoas de todas as partes do continente migram em busca de oportunidades.

Biblioteca pública de Joanesburgo
Biblioteca pública de Joanesburgo

Está localizada a 1.700 metros de altitude. Escutei que vivem em lá de 5 a 12 milhões de pessoas! Qual o certo, nem oficialmente se sabe! Porém eu sei que as fotos deste post não te darão a real dimensão, pois a cidade é tão grande e espalhada que uma de suas extensões chega a 100 km.

Joanesburgo
Joanesburgo

Antes de você incluir definitivamente Joburg no roteiro, sugiro a leitura do post a seguir que fala acerca das percepções que tive a respeito da segurança e do contraste social da cidade. Depois, sim, confira nossas dicas do que fazer em Joanesburgo voltado para as atividades urbanas.

Post: O que você precisa saber antes de ir para Joanesburgo. 

CENTRO DE JOANESBURGO

No centro você poderá conhecer verdadeira Joanesburgo, um lugar tão louco que não é possível explicar com palavras – com foto muito menos porque não se deve andar com celular por lá, nem qualquer outra coisa de valor. Então, infelizmente, não pude fazer grandes registros à exceção da foto a seguir feita em um outro momento quando passei por perto de ônibus.

Centro de Joanesburgo
Centro de Joanesburgo

Milhares de pessoas nas ruas, feiras, comidas, camelôs, animais, carros, vans e ônibus dividindo o mesmo espaço. Muita sujeira, pobreza e gente pedindo esmola. Barulho, grito e música! Não se caminha, anda-se correndo batendo-se uns nos outros. Algo tão inimaginável em razão do tamanho por ser tão urbano, não do estilo. Foi uma sensação de loucura, apenas pensei: meu Deus, olha isso que estou vivendo aqui.

*** Não é nada aconselhado ir sozinho ou se hospedar nesta região. ***

BRAAMFONTEIN

Fazendo uma comparação ao Brasil, seria aquele bairro universitário. É muito movimentado, cheio de barzinhos e opções gastronômicas que apresentam valores acessíveis. Contudo, por ser muito próximo do centro, é uma região insegura.

Amigos feitos no Hostel Once in Joburg
Amigos feitos no Hostel Once in Joburg

Foi em Braamfontein que fiquei hospedada em razão da boa localização. Aqui também você encontrará mais opções de hospedagens em quartos coletivos cujos preços são mais acessíveis.

Fiquei hospedada no Once em Joburg e gostei demais da estrutura do Hostel e dos Staffs.

Once in Joburg
Once in Joburg

Além disso, as poucas atrações turísticas ou o acesso facilitado a elas encontram-se ao redor do Braamfontein.

MUSEU DO APARTHEID

O museu do Apartheid é a visita mais marcante que você pode fazer em Joanesburgo. Ele retrata em fotos, vídeos, documentos e objetos os horrores daquilo que foi o regime de segregação racial sul-africano. É um tour pesado em razão do conteúdo, além disso cansativo pois requer bastante leitura (todos os textos estão em inglês).

Entrada do Museu do Apartheid
Entrada do Museu do Apartheid
  • Tempo: reserve pelo menos duas horas para esta visitação.
  • Dica: leve um casado pois o ar condicionado estava congelante no dia que fui.
  • Fotos: as fotos no interior do museu são proibidas.
  • Preço: 85 Rands (abril/2018).
Museu do Apartheid
Museu do Apartheid

CITY SIGHTSEEING BUS

Não tinha planos de usar o ônibus de turismo, mas por questões de segurança se fez necessário. Além disso, como Joburg é uma cidade enorme, saiu mais barato o passe de um dia do Sighteeing Bus do que o valor que eu gastaria utilizando aplicativo de transporte.

City Sight Seeing Bus Joburg
City Sight Seeing Bus Joburg

Paradas efetuadas:

  •  Contitution Hill: é uma antiga prisão e forte militar no qual podemos visitar as celas que abrigaram Mahatma Gandhi, Nelson Mandela e os estudantes do levante de 1976. Mostra as duras condições que as pessoas de cor negra tiveram que suportar durante o Apartheid. É uma visita pesada e que te agregará muito em termos de história sul-africana. Hoje abriga o Tribunal Constitucional do país.
Constitution Hill
Constitution Hill
  • Carlton Centre: The top of Africa! Edifício com 223 metros (50 andares) com um mirante no qual podemos ter uma vista 360° da cidade. Preço: 15 Rands (abril/2018).
Carlton Centre
Carlton Centre
  • Mining District: região que sedia escritórios de algumas das maiores empresas de mineração do mundo, de outras grandes corporações e prédios históricos. É também um museu ao ar livre que retrata a história e o legado da mineração na África do Sul.
Mining district
Mining district

Você pode andar apenas pela rua principal, mas também sair e explorar a região para ver as estátuas, as construções com influências europeias e a movimentação do local. O tempo é você quem define!

Mining district
Mining district
Mining district
Mining district

Durante a caminhada, conheci a Biblioteca Pública de Joanesburgo. Fiz questão de relatá-la pois muito me chamou a atenção o fato de ela estar praticamente lotada, todas as salas nas quais passei havia grande movimentação de estudantes.

Biblioteca Pública de Joanesburgo
Biblioteca Pública de Joanesburgo
  • Rosebank: bairro residencial e comercial. Possui um shopping enorme que é um verdadeiro complexo de lojas, restaurantes, bares, supermercado, entre outros. É uma região relativamente mais segura do que as citadas acima.

Veja as outras paradas que podem ser feitas com este ônibus de turismo, como na SAB World of Beer (museu da cerveja) no site: www.citysightseeing.co.za/johannesburg.

MABONENG (FEIRA DE DOMINGO)

A famosa feira do Bairro Maboneng acontece aos domingos Ela fica no Arts on Mains e é uma excelente oportunidade para provar a culinária local. Também são vendidos uma variedade de produtos fabricados localmente, como roupas, bolsas e artesanatos.

Maboneng
Feira de Maboneng

SOWETO

Tudo sobre o Soweto, bairro em que morou o ex-presidente Nelson Mandela, maior opositor do Apartheid, está relatado nos 3 posts a seguir:

Post 1: Tour de bicicleta pelo Soweto: pedale e descubra!

Post 2: 24 horas no Soweto: o legado o Apartheid.

Post 3: Hospedagem no Lebo’s Soweto Backpackers.

SANDTON (DIA E NOITE)

É o lugar para conhecer uma outra realidade de Joanesburgo: a sofisticada. Aqui você verá construções modernas, carros caríssimos e shoppings repletos de marcas de luxo. Nada de lixo espalhado pelas ruas, nem da sensação de insegurança vivida nas regiões centrais.

Hotel em Sandton
Hotel em Sandton
Construções modernas em Sandton
Construções modernas em Sandton

O Sandton City Shopping Centre é o mais importante complexo de compras da região, principalmente para aqueles de alto poder aquisitivo. É nele que está localizada a Nelson Mandela Square com a icônica estátua do líder Mandela.

Nelson Mandela Square
Nelson Mandela Square

Outra coisa que você pode fazer em Joanesburgo é conhecer a vida noturna indo em uma balada mais elitizada. A maioria fica na região de Sandton. Eu fui na casa noturna chamada Onyx e gostei bastante. Ela fica dentro do Sandton City Shopping, toca música eletrônica. Paguei 200 Rands para entrar, preço que regulou com o pago no Brasil para uma festa mais elegante. Já no que se refere às coisas consumíveis, achei os preços mais elevados.

RESUMO DO QUE FAZER EM JOANESBURGO, SUGESTÃO PARA 4 DIAS:

  1. Bairro Maboneng (domingo de manhã) e Museu do Apartheid (tarde).
  2. Soweto.
  3. SigthSeeing Bus.
  4. Sandton, Braamfontein e Centro.

Curtiu nossas ideias do que fazer em Joanesburgo? Então clique aqui e descubra mais coisas sobre a fantástica África!