O Museu do Amanhã é um espaço científico inovador e visionário. Tem por objetivo nos questionar acerca dos desafios da sustentabilidade e da convivência humana para os próximos 50 anos. Para isso, através das suas exposições interativas ele nos ensina e indaga. Da onde viemos? Quem nos somos? Onde estamos? Aonde estamos indo?

EXPOSIÇÕES DO MUSEU DO AMANHÃ

Museu do Amanhã
Museu do Amanhã

As exposições estão localizadas no segundo andar do Museu. Há 05 exposições multimídias permanentes para percorremos: Cosmos, Terra, Antropoceno, Amanhãs e Nós. Além delas, há exposições temporárias (verifique a agenda do Museu).

Cosmos é o destaque por estar dentro de um domo com 360º de projeção muito realista sobre o universo. Nesta sala há restrição do número de pessoas que podem entrar, portanto, fique atento às filas. Fotos do interior são proibidas devido aos direitos autorais da obra.

Parte da exposição multimídia Terra
Parte da exposição multimídia Terra

SUSTENTABILIDADE DO PROJETO ARQUITETÔNICO

O Museu do Amanhã apresenta um design sustentável que utiliza fontes naturais de energia e luz. A Baía de Guanabara fornece água que regula sua temperatura interior e preenche os espelhos d’água que estão ao redor do prédio. Também são utilizados painéis solares para geração de energia no edifício. O arquiteto é o Espanhol Santiago Calatrava e o ano de inauguração do Museu foi 2015.

Museu do Amanhã
Uso de máscara obrigatório durante toda permanência no Museu

MEDIDAS DE SEGURANÇA FRENTE À PANDEMIA

Conforme o site: “Principais medidas contra a Covid-19 no Museu do Amanhã:

  • Redução da capacidade máxima de visitantes simultâneos
  • Uso obrigatório de máscaras cobrindo nariz e boca
  • Medição de temperatura dos colaboradores e do público na entrada
  • Uso de tapetes sanitizantes
  • Disposição de totens de álcool gel
  • Sinalização de distanciamento entre as pessoas
  • Mudança no percurso da exposição de longa duração
  • Higienização constante dos equipamentos interativos

NA PRATICA É SEGURO VISITAR O MUSEU DO AMANHÃ?

Uma das medidas antiaglomaração é a compra dos ingressos exclusivamente online. No mesmo momento já é feito o agendamento do dia e horário que você fará a visita. Dessa forma, sabe-se de antemão que um número limitado de pessoas entrarão a cada hora.

Para higienização, há inúmeros dispensers de Álcool Gel espalhados pelo museu. No mesmo sentido estão cartazes de conscientização sobre o distanciamento e o uso de máscaras.

Nada disso é suficiente se não houver a colaboração humana. Por exemplo, na fila de entrada há marcadores para as pessoas esperarem com distanciamento. Ocorre que muitas pessoas não respeitam tal indicação e aglomeram na porta de entrada.

Medidas de Segurança contra a Covid-19
Fila para o Domo e Medidas de Segurança contra a Covid-19

Para visitar a já citada sala “Cosmos”, fiquei em torno de 20 minutos em uma fila de espera. Isso porque houve redução do número de pessoas que podiam entrar no domo. Ainda assim achei que muita gente ficou aglomerada ali dentro. Tenha Cuidado!

Por ser um museu interativo em grande parte, há necessidade de toque em diversos painéis. Então, torna-se mais do que necessária a utilização do álcool gel após o uso de cada equipamento.

INFORMAÇÕES RÁPIDAS

  • Ingressos: apenas através do Site Ingresso Rápido.
  • Valores: Inteira R$26,00 + Taxa de R$3,25. Verifique no site opções de meia entrada e gratuidades.
  • Dias e horários de visita: de quinta a domingo, das 10h à 17h (última entrada às 16h).
  • Duração da Visita: em média 2 horas.
  • Idiomas da exposição: Português, Inglês e Espanhol.
  • Localização: Praça Mauá, 1 – Centro, Rio de Janeiro – RJ.
  • Como chegar: sempre indicamos o uso de Aplicativo de transporte para os turistas ou, caso queira usar transporte público, consulte as opções de linhas, pontos de embarque e desembarque e horários no App Moovit. Acesse aqui para outras opções de como chegar.
  • Site do Museu: museudoamanha.org.br
  • As informações deste post foram atualizadas em jan/2021.
Foto Com a Churinga, símbolo do Museu do Amanhã em razão de sua simbologia como ponte entre o passado e o futuro
Foto Com a Churinga, símbolo do Museu do Amanhã em razão de sua simbologia como ponte entre o passado e o futuro

RESULTADO PESSOAL

Há uma parte do museu na qual você responde um questionário sobre o seu modo de vida atual para verificar qual a Sua pegada Ecológica. Em outros termos quer dizer: se todas as pessoas que habitam o planeta hoje em dia tivessem tudo o que eu tenho e agissem como eu ajo, QUANTOS PLANETAS TERRA SERIAM NECESSÁRIOS para dar conta de toda população?

Eis abaixo o meu terrível resultado:

Preciso Melhorar! E qual será a pegada ecológica de vocês?
Preciso Melhorar! E qual será a pegada ecológica de vocês?

Por fim, o objetivo da visita era nos fazer refletir sobre o que será da terra, ou seja, de nós mesmos, se não começarmos urgentemente a mudar nossa forma de atuação no Planeta. Amanhã já é o futuro. E ai, que futuro vamos deixar? Será que consumimos de forma consciente? Bom, se você tem dúvidas sobre as respostas, não deixe de visitar o Museu do Amanhã em sua próxima estadia no Rio de Janeiro.

Post: Rio Star: 10 dicas rápidas do novo cartão Postal Carioca.