Com muita satisfação venho aqui contar alguns fatos e informações sobre a Suazilândia, um pequeno e desconhecido país localizado no Sul do continente Africano, porém repleto de cultura e história para você descobrir.

Estive lá em abril/2018 aproveitando a viagem que fiz à África do Sul, partindo de Joanesburgo. Muito embora se saiba que o interesse turístico por visitar esse país seja mínimo entre os viajantes, sei também que há aqueles sedentos por descobertas buscando informações sobre o país e encontrando dificuldades para achá-las, principalmente vindo de alguém que esteve lá.

Post: Como ir à Suazilândia partindo de Joanesburgo.

Pôr do Sol em Lobamba
Pôr do Sol em Lobamba

Contudo, este post tem como objetivo contar fatos e informações sobre a Suazilândia como país em si. Aqui no blog também temos postagens sobre a parte turística. Não deixe de conferir! Alguns links você encontrará no decorrer do post.

20 FATOS E INFORMAÇÕES SOBRE A SUAZILÂNDIA

1 – Nome oficial: Kingdom of Swaziland. É a última monarquia absolutista da África (Marrocos e Lesoto são monarquias constitucionais). No dia 06/09/2018 o país completará 50 anos de independência do Reino Unido. Dando início às comemorações, em abril/2018 o Rei mudou o nome do País para Reino de eSwatini – que significa Terra dos Suazi. O principal motivo da mudança foi a semelhança do antigo nome Swaziland com o nome em inglês da Suíça, Switzerland.

Site governamental: www.gov.sz

2- Capitais: A capital administrativa é Mbabane e a legislativa Lobamba. Sendo a primeira a cidade a mais populosa do país.

Mbabane
Mbabane

3 – Rei e Rainha: o Rei chama-se Mswati III. Atualmente tem 14 esposas e a última informação oficial sobre filhos é de 25. Para vocês terem uma ideia, seu antecessor teve mais de 100 filhos. A Rainha é a mãe do rei e se chama Ntombi Tfwala.

4 – Contradição: o Rei é muito rico, estima-se que possua mais de 200 milhões de dólares. E, apesar de 70% da população ser pobre, ele gosta de ostentar – sendo esta uma das principais críticas ao rei.

5 – Como se tornar esposa do Rei: é preciso ser virgem e se apresentar ao rei durante a cerimônia Umhlanga que acontece em agosto. Milhares de meninas se candidatam com o sonho de mudar de vida e dar melhores condições para a sua família.

Estação de ônibus em Mahlanya
Estação de ônibus em Mahlanya

6 – População: cerca 1.400.000 (dados de 2016).

7 – Tamanho e fronteiras: é o menor país do hemisfério sul. Possui fronteira com a África do Sul e Moçambique.

8 – Idiomas: os oficiais são Inglês e Swati. Também se fala Zulu (muito similar ao Swati) e, conforme um taxista que conversei, uma boa parcela fala Afrikaans e até Francês.

9 – Moeda: se chama Lilangeni. Tem a mesma cotação do Rand sul-africano que é amplamente aceito no país.

10 – Economia: é baseada na agricultura de subsistência. É a principal fonte de emprego. Entre os principais produtos produzidos estão o milho, a cana-de-açúcar e o abacaxi.

Jovem Suazi vendendo milho assado numa estação de ônibus
Jovem Suazi vendendo milho assado numa estação de ônibus

11 – Comunicação: tem rede de televisão, rádio e jornal próprios. O orelhão ainda é um meio de comunicação muito utilizado. O hostel em que eu me hospedei pediu que eu fizesse uma chamada do orelhão para eu solicitar o transfer. Sorte a minha que o taxista foi gentil e ligou do celular dele. 

12 – Cerveja nacional: tem uma cerveja própria, chama-se Sibebe e está aprovada!

Informações sobre a Suazilândia
Informações sobre a Suazilândia

13 – HIV: Estima-se que 40% da população adulta esteja infectada pelo vírus HIV. Entre a faixa de 25 a 30 anos a média é ainda maior. Consequentemente muitas crianças já nascem portadoras do vírus ou são órfãos. 

14 – Poligamia: Uma das principais causas para o alto índice de contaminação é o fato da Suazi ser uma sociedade poligâmica. Lá ainda se compram esposas com vacas – podendo o homem “adquirir” quantas quiser desde que tenha condições de mantê-las.

15 – Idade média da população: 20,5 anos.

16 – Religião: também sem números oficiais, mas predominantemente católica.

17 – Curiosidade: há uma lei que proíbe o voo das Bruxas acima de 150 metros de altura. Catapultas também são proibidas.

Proibições na Suazilândia
Proibições na Suazilândia

18 – Safari: O país está no roteiro de Sáfaris pelo continente Africano. Entre as principais reservas estão Hlane Royal National Park, Mkhaya Game Reserve e Mlilwane Wildlife Sanctuary.

19 – Tradição: na Suazilândia podemos visitar algumas comunidades que vivem de uma forma tradicional, com hábitos, crenças, e costumes bem diferentes dos nossos. Tive a oportunidade de visitar uma comunidade chamada Umphakatsi Village de característica matriarcal.

Post: Suazilândia: experiência cultural no Umphakatsi Village.

20 – Vestimentas: as roupas são normais, contundo o uso de Capulanas é muito comum no povo Suazi. São tecidos que circundam o corpo servindo apenas de saia ou podendo cobrir o corpo todo. As estampas tradicionais referem-se à bandeira e símbolos do Reino ou possuem o rosto do rei Mswati III.

Capulanas, tecido utilizado para cobrir o corpo
Capulanas, tecido utilizado para cobrir o corpo

Observação: Essas informações são baseadas em conversas que tive com pessoas na Suazilândia (nativos que conheci no trajeto de ônibus desde Joanesburgo, taxista, e pessoas que trabalhavam no hostel) e de páginas abertas da Internet.

Espero que tenham gostado do pouco que pude trazer sobre Suazilândia, um pequeno desconhecido, porém muito encantador! Visitá-lo foi gratificante e inesquecível!

Saiba mais sobre viagens ao continente Africano clicando aqui.