Turismo na África do Sul sem Safari não é uma viagem completa, concordo. No entanto, estamos falando de um país que vai muito além disso. Safari, apesar de ser o grande chamariz de turistas, é apenas uma das inúmeras atividades que podem ser feitas por lá. Cultura, história e belezas naturais indescritíveis estão à disposição para serem exploradas. O povo é hospitaleiro e há aventuras para todos os gostos!

Acredito que ver os animais na savana habita as ideias de quase todo viajante. Para muitos chega até ser um sonho. Até nos iludimos pensando que este dia será como uma típica expedição do National Geographic, não é mesmo?

Leopardo momentos após a caçada de sucesso
Leopardo momentos após a caçada de sucesso

Ao pesquisar mais afundo sobre este tipo de turismo para montar a viagem à África do Sul, algumas questões foram surgindo. É certo que a maioria das nossas decisões ao viajar gira em torno do lado financeiro. O que esperamos de atividades cujo gasto seja elevado é uma retribuição na mesma proporção – que faça o investimento valer a pena. Para quem viaja sozinho a tendência é ser ainda mais custoso. E foi ao analisar CUSTO X BENEFÍCIO que percebi que a viagem à África do Sul sem Safari tornar-se-ia realidade.

Impalas - Kruger National Park
Impalas – Kruger National Park

ÁFRICA DO SUL SEM SAFARI – CONSIDERAÇÕES DO POST

  • Ida e volta: Joanesburgo.
  • Local do Safari: Kruger National Park.
  • Forma: Safari para uma pessoa com agência de turismo.
  • Game Safari: é cada tour que leva em média 2h30min que você faz em busca dos animais na savana.
  • Big Five: são os 5 mamíferos selvagens mais difíceis de serem caçados pelo homem. São eles leão, rinoceronte, leopardo, elefante e búfalo.
  • As informações a seguir são baseadas em pesquisas que fiz e conclusões que tive após conversar com pessoas que fizeram Safari nas condições acima. As fotos do post foram cedidas por amigos.
Rinoceronte: um big five de peso!
Rinoceronte: um big five de peso!

POR QUE EU NÃO FIZ SAFARI NA ÁFRICA DO SUL?

1- Preço para uma pessoa sozinha

Por mais simples que pareça ser fazer um Safari em razão do ambiente de savana, a verdade é que este é um turismo de luxo. Poucas são as alternativas para quem viaja no padrão low cost. É possível encontrar opção de hospedagem em tendas que, mesmo nessas condições, continuam não sendo baratas. A estrutura dos hotéis que existem dentro do park assemelham-se a de resorts. Em resumo: Safari para uma pessoa sozinha sai caro!

Oi Viajantes!
Oi Viajantes!

2 – Tempo de Safari x deslocamento x dias de viagem

Eu pretendia dentro de uma viagem de 15 dias, fazer um safari de 2 noites e 3 dias. Veja como funcionam os pacotes e tire suas conclusões:

  • Dia 1: deslocamento de aproximadamente 6 horas de Joanesburgo para o Kruger. Um game Safari no final do dia.
  • Dia 2: um game Safari pela manhã e outro no final do dia. Se você quiser fazer atividades fora do previsto neste intervalo de tempo, terá que pagar a parte.
  • Dia 3: um game Safari pela manhã. Retorno para a Joanesburgo fazendo, a depender do operador de turismo, paradas no caminho para fotos.
Animais do Kruger National Park
Animais do Kruger National Park

3 – Será mais legal fazer Safari com companhias conhecidas

A emoção de ver um animal na savana, uma caçada, um Big five deve ser indescritível – momentos perfeitos para se compartilhar com alguém que se gosta! Além disso, o passeio sairá muito mais barato se vocês optarem por alugar um carro em detrimento de viajar com guias, assim como hospedarem-se em barracas (porque dormir sozinho numa barraca no meio do Kruger não rola, né?).

Javali Africano
Javali Africano

4 – Quero fazer Safari com carro próprio (alugado)

Ao fazer Safari com carro próprio você não fica limitado às saídas para games com os guias. Poderá passar o dia todo rodando pelo park sem limitação de tempo. Aqui o item 3 se torna mais fundamental, haja vista os custos de aluguel do carro e de gasolina que você poderá dividir com os amigos. Há local para abastecimento dentro do Kruger, contudo os preços estão acima dos praticados no mercado.

Manada de Gnus
Manada de Gnus

5 – Safari pode ser feito em vários outros países e ser mais barato do que na África do Sul

Os países vizinhos Namíbia, Botsuana, Zimbábue e Suazilândia, assim como diversos outros na África oferecem boas opções de Safari para serem exploradas.

O Kruger é relativamente mais caro por ser umas das maiores e mais famosas reservas do continente Africano. Além disso, ele conta com uma excelente estrutura para receber os turistas. Nas minhas pesquisas (início de 2018) os países mais baratos para fazer Safari eram o Quênia e a Suazilândia.

Crocodilo
Crocodilo
Crocodilo
Crocodilo

Eai viajante, me contem! Ficaram babando nas fotos? Eu também! Meu desejo de fazer Safari cresceu geometricamente! No entanto, tenham em mente que toda esta beleza selvagem que vimos durante o post apenas representa uma parcela das maravilhas oferecidas por este país chamado África do Sul! Basta você ler as outras postagens da nossa trip pela África do Sul para confirmar! A viagem foi maravilhosa e o Safari teria sido a cereja do bolo! A chave de ouro!

Rinoceronte
Rinoceronte

Então, se fazer turismo na África do Sul sem Safari já vale a pena, imagina a gente naquele carro alugado que comentei acima rodando o dia todo pelo Kruger National Park! Partiu?