Se você já leu nosso roteiro para um final de semana em São Paulo e possui mais um dia para explorar a cidade, ou simplesmente quer mais dicas de lugares para visitar de forma a otimizar seu tempo de acordo com as suas prioridades, ótimo, pois neste post mostrarei mais alguns pontos turísticos que você poderá conhecer!

O dia foi dividido em duas partes: durante a manhã fui ao aquário de São Paulo e, depois de uma pausa para almoço num lugar muito legal (já, já te conto), uma longa caminhada pelo centro de São Paulo à tarde.

MANHÃ

AQUÁRIO DE SÃO PAULO

Deixei para ir no aquário no último dia em razão de ser segunda-feira, dia nos quais o ingresso está mais barato. No período, novembro/2017, baixava de R$85,00 para R$50,00. Valido, né?

Fachada do aquário de São Paulo
Fachada do aquário de São Paulo

A visita ao Aquário de São Paulo foi uma surpresa, pois achei que veria apenas animais marinhos e acabei sendo surpreendida com uma variedade animais de todos os tipos e de todas as partes do mundo. A visita começou pela parte marinha, na qual conhecemos diversas espécies com hábitos aquáticos e respectivas classificações. Os tubarões, raias e jacarés são aqueles que mais chamam a atenção.

Depois desta área, o aquário passa a se dividir em setores temáticos como, por exemplo, África, Austrália, Patagônia e Indonésia. E não é que se encontra animais típicos destas regiões por lá? Há cangurus, lêmures, suricatos, serpentes enormes, coalas, pinguins, entre outros, bem diferentes da fauna brasileira. Ah, eu fiquei impressionada com as tais Raposas-voadoras que, apesar do nome, pareceram-me morcegos gigantes, que chegam a alcançar 1,5 metro de envergadura.

Pensou que parou por aí? Para finalizar há o setor dos mamíferos aquáticos com focas, leões e lobos-marinhos e, a atração principal de todo o aquário: um casal de ursos polares. Exato! Ursos polares no Brasil! Os únicos. Quem imaginaria?

Destine pelo menos duas horas para percorrer o aquário com tranquilidade.

Site: www.aquariodesaopaulo.com.br

ALMOÇO NO TERRAÇO DO EDIFÍCIO ITÁLIA

Vindo de metrô desde o aquário, basta descer na estação República. Daí é bem fácil achar o edifício Itália, pois ele é enorme e destoa dos demais que estão nas proximidades.

Edifício Itália
Edifício Itália

Eu descobri que havia um restaurante no terraço dele através da indicação de um outro blog de viagens. O problema é que não mencionaram o quanto custa caro almoçar lá! Tudo bem, é uma vez na vida e a vista realmente vale a pena, mas preciso te alertar, já que estou dando a dica, de que é um local com preços altos. Isso porque lá há um restaurante renomado, com um cardápio refinado e com bom atendimento. Tudo lá tem a temática italiana, até a água de garrafa é importada da Itália, logo o preço acaba por se justificar.

Vista do terraço do edifício Itália
Vista do terraço do edifício Itália

TARDE

A tarde foi dedicada a explorar o centro de São Paulo com muita caminhada. Saindo do edifício Itália passamos pela Galeria do Rock e, depois, seguimos para o Teatro Municipal de São Paulo. O teatro possui uma arquitetura imponente, realmente muito linda por fora. Infelizmente, não consegui fazer a visita ao interior em razão de um evento da polícia que estava ocorrendo no local. Continuando com a caminhada passei pelo Shopping Light (em frente ao teatro), Prefeitura de São Paulo, Santuário São Francisco (uma igreja bem simples) e pela Faculdade de Direito.

Teatro Municipal
Teatro Municipal
Prefeitura de São Paulo
Prefeitura de São Paulo
Faculdade de Direito
Faculdade de Direito

Posteriormente, segui para a região da Sé, lá conhecendo o Marco Zero, a Praça da Sé e a exuberante Catedral da Sé, no seu lindo estilo gótico. Esta catedral está entre os 5 maiores templos góticos deste estilo no mundo e merece uma visita ao seu interior. Pertinho da praça da Sé está o palácio da Justiça de São Paulo. É possível entrar de forma gratuita nas dependências e conhecê-lo. Vale a pena, a arquitetura do prédio é muito bonita e há um pequeno museu aberto ao público.

Praça da Sé
Praça da Sé
Marco Zero
Marco Zero
Catedral da Sé
Catedral da Sé
Interior da Catedral da Sé
Interior da Catedral da Sé
Uma das salas do Palácio da Justiça
Uma das salas do Palácio da Justiça
Saguão de entrada do Palácio da Justiça
Saguão de entrada do Palácio da Justiça

Para finalizar a caminhada, passei pelo Memorial da Caixa Econômica Federal (fechado no segunda-feira), Pateo do Collegio, Memorial do Banco do Brasil e várias voltas pelo centro de São Paulo observando as belas edificações que há, bem como o agitado ritmo da vida paulistana!

Pateo do Collegio
Pateo do Collegio

Sobre o Patteo do Collegio vale dizer que foi o local de fundação da cidade de São Paulo, em 1554. Conforme o site da prefeitura de São Paulo: o complexo histórico-cultural-religioso Pateo do Collegio pertence à Companhia de Jesus, ordem religiosa dos jesuítas. Em meio aos arranha-céus do centro da capital paulista, o Pateo do Collegio, berço dessa que se tornou uma das maiores metrópoles do mundo, foi o local onde São Paulo nasceu. Em 1554, o Padre Anchieta, após expedição que partiu do litoral, resolveu construir uma dependência para servir de alojamento e colégio para catequização dos índios, fundando assim a cidade de São Paulo. Funciona no local o Museu Anchieta.

Data da fundação de São Paulo
Data da fundação de São Paulo

SUGESTÃO PARA QUEM TEM MAIS UM TEMPINHO

Se você ainda tiver disposição para caminhar, é possível ir até o Parque Ibirapuera e curtir o final de tarde. Eu deixei para conhecê-lo no último dia (pois ainda tinha a manhã de terça para ficar em São Paulo), mas é possível sim, em se tratando de tempo, inclui-lo neste dia.

Parque Ibirapuera
Parque Ibirapuera

E esta foi a passagem de 3 dias do Vai que Viajo por São Paulo! Foi rápida, é verdade, pois para conhecer bem São Paulo acho que precisaríamos de uma semana! Contudo foi possível percorrer aqueles pontos mais turísticos dela. Esperamos voltar em breve e explorar mais profundamente a maior cidade Brasileira! Paulistas, enviem-nos dicas de lugares da hora para a gente conhecer, ok?

Veja aqui como é visitar o Museu do Futebol

Leia aqui outras postagens com dicas de destinos pelo Brasil